A Copa com exclusão, ou não?…….

 

Hoje na faculdade(UVA) discutimos  um texto sobre as exclusões que o povo brasileiro tem passado ao longo do tempo. O texto foi dividido em vários temas para serem discutidos – cada aluno formará um novo texto do seu tema –  A minha parte ficou com a exclusão brasileira diante deste grande evento que acontecerá em 2014, a Copa do Mundo.

 

“A Copa do Mundo será um evento ímpar que irá mostrar ao mundo a união do povo brasileiro, gerando oportunidades inigualáveis para a elevação da qualidade de vida da população, especialmente os mais carentes, nivelando diferentes classes sociais, raças, credos, em um único e vibrante refrão – Pra frente Brasil, salve a Seleção!”  Diz o texto.

…Certo ou Errado?

O melhor refrão seria “A Copa da exclusão é nossa, com a desigualdade brasileira, não há quem possa”.

Longe de representar qualquer ganho na redução da desigualdade, na verdade a Copa irá, além do desperdício de recursos públicos e da corrupção – além de  ampliar as nossas diferenças sociais – já extremas.

Quando a bola começar a rolar, provavelmente (se a seleção de Camarões não se classsificar) não haverá em campo nenhum país mais desigual do que o Brasil.

Já estivemos piores, vejam:

Em 1990, o Brasil era o campeão da desigualdade entre 45 nações avaliadas pela Organização das Nações Unidas  A renda média dos 20% mais ricos equivalia a 34 vezes a dos 20% mais pobres. Hoje a proporção é de 18 vezes.

Mas o país ainda segue no top 10 da desigualdade.

Dos decantados BRICs, o Brasil foi o que menos avançou no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em 2011, subimos uma posição no ranking, passando para o 84º lugar. O resultado reflete uma expectativa de vida de 73,5 anos, 7,2 anos de estudo em média de escolaridade e renda per capita anual de US$ 10.162 (ajustada pelo custo de vida).

Realidade escondidas, para quê?

Não surpreende que o Brasil amargue posição atrás dos consabidos Chile (44º) Argentina (45º) e Uruguai (48º), mas é inexplicável que a futura quinta maior economia do mundo perca feio também de Cuba (51º), México (57º), Panamá (58º), Costa Rica (69º), Venezuela (73º), Peru (80º) e Equador (83º).

O governo bem que tentou defender-se da má repercussão alegando a limitação dos elementos utilizados para cálculo do IDH. No entanto, o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) tem outro índice, o IDH-D, em que o indicador é ampliado para incorporar a desigualdade em distribuição de renda, educação e saúde, e, se aplicado este ajuste, o Brasil somente cai treze posições.

Então,

Em que a Copa contribuirá para mudar este quadro vergonhoso? Em nada. Contribuirá, e muito, para a piora da situação, drenando recursos que deveriam ser aplicados em saúde, educação e assistência social, inclusive em Natal(RN).

Serão vinte e cinco bilhões – na projeção do governo, descontado o inevitável superfaturamento – investidos em um espetáculo para privilegiados, já que o povo não passará nem pela porta dos estádios, especialmente se o propósito for ganhar a vida com comércio ambulante.


Medo II

Pois diante de tantas interrogações, ainda existe a vaidade dos pretensos pré-candidatos.

Já que para apaziguarem os ânimos dos descanteados requer tempo e habilidade política.

Tempo, a oposição não tem.

O quesito habilidade será posto a prova nesse momento de decisão.


Visita

Nesse momento o prefeito FV e o secretário de infraestrutura Kerginaldo Pinto, visitam enloco as obras que estão sendo realizadas nas comunidades de Barreiras  e Diogo Lopes.

A preocupação de prefeito e do secretário Kerginaldo é com a conclusão do ginásio de esporte – Um desejo da comunidade de Diogo Lopes – que o prefeito entregará dentro de alguns meses.


Chafurdo Grande no Alto do Rodrigues

Prefeito Eider

 

A CM do Alto do Rodrigues baixa decreto e torna o prefeito Eider Medeiros do PMDB Inelegível.

Segundo o presidente da casa Francisco de A Cabral Leonez  “com a reprovação das contas do ano fiscal de 2010, fica o prefeito impedido de contratar ou se vincular a ente público, bem como decretada sua inelegibilidade pelo período legal, por fundamento de vicio na aplicação de restos a pagar e ausência de publicação dos balancetes da gestão da LOA 2010”.

Diante deste argumento o presidente publicou decreto legislativo que atestam a reprovação por 2/3 dos votos das contas da gestão do governo municipal relativas ao período de 2010.

Para melhor identificação da situação do prefeito Eider Medeiros(PMDB) , o presidente da CM do Alto do Rodrigues repassou o número do processo 005/2012 que torna o prefeito inelegível.

 

 


Redes

Ao contrário do ‘boom’ que se esperava, as redes sociais ainda não estão sendo usadas com afinco pelos candidatos na cidade salineira.

Quem continua ligado na net são os tradicionais adeptos, como a vereadora Odete Lopes(DEM), jornalista Bosco Afonso(PV), Kerginaldo Pinto(PMDB), pré-candidato a vereador Pintinho(PSB)  e alguns poucos.

Os outros Desprezam uma grande mídia.

 


Clima

Enquanto nossos gestores discutem a eleição municipal, nossa área agrícola Norte-rio-grandense padece com a seca. Pelas estimativas, este ano não haverá nem milho nem o singelo feijão que garante a subsistência. É crise!


Página 542 de 544